Tem dúvidas? Secretaria Municipal de Saúde traz dicas importantes sobre a Covid-19

Por meio de tópicos a população pode conferir informações sobre atendimentos, isolamento, hospital de campanha, número de testes e muitas outras questões que ainda geram dúvidas

O número de informações que surgem diariamente é grande. Para orientar o cidadão e sanar suas dúvidas, a Secretaria Municipal de Saúde preparou um apanhado de informações para que a população saiba quando e onde procurar atendimento médico, quando o exame é indicado, entre outras dicas importantes. Confira:

QUANDO PROCURAR O CENTRO DE REFERÊNCIA COMUNITÁRIO COVID-19 (HOSPITAL DE CAMPANHA)?
Paranaguá é a única cidade no litoral e uma das primeiras no Paraná a contar com um Centro de Referência Comunitária Covid-19 (Hospital de Campanha) para atendimento de pacientes suspeitos e confirmados da Covid-19 na cidade. O local conta com consultas, exames, farmácia e leitos intermediários. As pessoas que apresentarem sintomas como febre, falta de ar, coriza, dores no corpo e atrás dos olhos, dor de garganta, perda de olfato e/ou paladar, diarreia devem procurar o local.
Caso os sintomas sejam leves, o cidadão deve aguardar o terceiro dia de sintomas para após procurar o Hospital de Campanha. A medida é necessária para que os exames (Swab - PCR) alcancem resultados mais precisos.

COMO FUNCIONA O ATENDIMENTO NO HOSPITAL DE CAMPANHA?
A prevenção é sempre muito importante, por isso, as pessoas que buscam pelo serviço de consultas no Centro de Referência Comunitária Covid-19 (Hospital de Campanha) aguardam do lado de fora da unidade. Tendas e cadeiras foram disponibilizadas com a marcação de distância correta para que as pessoas aguardem o momento da consulta ou exame. O atendimento individual ocorre dentro do Hospital de Campanha. As pessoas não devem entrar no ambiente sem necessidade, pois isso aumentaria o risco de contaminação.
Quem chega ao Hospital de Campanha recebe orientação já na entrada do local, é realizada a triagem, ocorre o atendimento médico e, se necessário, os exames para detecção do vírus. É o médico que avaliará o quadro clínico do paciente. Os pacientes já saem do Hospital de Campanha com a medicação necessária.

PRECISAMOS REALMENTE AGUARDAR DO LADO DE FORA PARA ATENDIMENTO?
Sim. A medida é para sua prevenção. Ao ar livre o risco de contaminação é menor. Lembrando que após a entrada no Hospital de Campanha, as alas são separadas. O paciente segue para um dos consultórios, em outros ambientes realiza o exame e recebe seus medicamentos. As pessoas que precisam de maior atenção e necessitam permanecer em um dos leitos oferecidos, também permanecem em outro espaço do hospital de campanha.

Em várias cidades, os pacientes são atendidos nas próprias tendas montadas, contudo em Paranaguá, os engenheiros da Secretaria Municipal de Saúde em conjunto com a equipe de Vigilância em Saúde pensaram o espaço já existente em anexo ao Centro de Diagnóstico João Paulo II e formularam todas as questões importantes para que o hospital de campanha atenda da melhor forma possível e com qualidade os pacientes confirmados ou suspeitos para Covid 19.

FALTA MEDICAMENTOS? HÁ EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PARA OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE?
Não. As pessoas saem do hospital de campanha com o medicamento indicado pelo médico. Os profissionais de saúde contam com os equipamentos de proteção individual indicado para o atendimento e o espaço conta com higienização e álcool em gel para todos: profissionais e pacientes, além de outras medidas de prevenção como distanciamento adequado.

ESTOU AGUARDANDO O RESULTADO DO EXAME OU TESTEI POSITIVO, E AGORA?
Durante o período que o paciente aguarda o resultado e após a confirmação, a Secretaria Municipal de Saúde realiza o seu monitoramento diário. As pessoas suspeitas ou confirmadas de Covid-19 devem permanecer em isolamento domiciliar (nos casos leves e ou assintomáticos e que não necessitem de internamentos). Não devem sair de suas residências pelo período de cerca de 14 dias. Se o resultado for negativo, a pessoa pode retornar a sua rotina normal. É imprescindível seguir as orientações da equipe do Setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde. São profissionais que estão preparados para orientar a população.

A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ENTREGA DECLARAÇÃO PARA RETORNO AO TRABALHO APÓS O PERÍODO DE ISOLAMENTO DO PACIENTE?
Não. A declaração para empresas para o retorno do funcionário ao trabalho não é necessária. Após encerramento do isolamento (indicado inclusive por meio de atestado médico) o profissional pode retornar ao trabalho sem problema algum.

PARANAGUÁ ESTÁ REALIZANDO EXAMES PARA DETECÇÃO DA COVID-19?
Sim. Inclusive o Município realizou até a 27.ª semana epidemiológica, um número expressivo de exames (RT e PCR). Para se ter uma ideia, Paranaguá é a que mais testou no litoral em relação ao número populacional. Veja:

O litoral conta com 297.029 pessoas, foram realizados um total de 3.312 exames, ou seja, são 11 pessoas por mil habitantes. Paranaguá conta com 154.936 pessoas e testou até a 27.ª semana epidemiológica, 2.283 pessoas o que representa 14,74 testes por mil habitantes. Para se ter uma ideia, o Paraná testou 11,27 por mil habitantes em todo o Estado.

O NÚMERO DE COLETAS INFLUENCIA NO TOTAL DE POSITIVADOS?
O aumento no número de coletas também reflete no número de positivados no município, contudo sabendo que a pessoa está com a Covid-19, é possível fazer uma barreira epidemiológica e monitoramento mais eficazes. O monitoramento também é importante porque além de verificar se os pacientes estão mantendo o isolamento necessário para evitar a disseminação da doença, a equipe sempre verifica o estado de saúde dessas pessoas para saber quais sintomas estão vivenciando e se estão bem. Essa medida auxilia para evitar o agravamento da doença, pois se o paciente informar qualquer alteração dos sintomas, o atendimento médico poderá ocorrer antes da piora do paciente.

QUANTAS PESSOAS JÁ SE RECUPERARAM DA COVID-19
Esta é uma boa notícia. Até esta quarta-feira, 8, eram 288 pacientes que já realizaram o isolamento domiciliar e estão recuperados da doença. Justamente para evitar a disseminação do vírus e acompanhar a saúde dos pacientes, pode ocorrer uma demora na atualização dos casos recuperados. A pessoa positivada permanece cerca de 14 dias sendo acompanhada antes de ser anunciado que ela está recuperada.

> Encontre-nos no Facebook