Teatro Rachel Costa



História do Teatro

O antigo casarão da família Veiga foi construído a partir de pedras retiradas de uma demolição da Igreja do Bom Jesus dos Perdões, em 1938. Após ficar abandonado, conservada apenas a fachada e o frontispício, o imóvel foi adquirido pela Prefeitura de Paranaguá e, após ser restaurada, parte da construção nova, ergueu-se o Cine Teatro “Rachel Costa Pereira”, com 497 lugares, sedia cursos, apresentações, concertos e apresentações teatrais e ainda propõe-se à exibição de filmes populares e culturais O Cine Teatro Municipal de Paranaguá leva o nome da professora Rachel Costa.

A homenageada: Rachel Costa

Rachel de Souza Pereira da Costa nasceu em Paranaguá no dia 03 de abril de 1926. Filha de Antonio Moraes Pereira da Costa (Tonhá Régis) e Maria Lupia de Souza Pereira da Costa. Órfã de mãe aos dois anos de idade, Rachel ficou aos cuidados de sua avó materna e tia. Iniciou seus estudos em Paranaguá e, por algum tempo, estudou em Antonina para onde seu pai foi transferido por ser funcionário público federal.

Ao chegar a época do curso ginasial Rachel retornou a Paranaguá para continuar seus estudos, vindo a residir na casa do seu tio materno Eugenio José de Souza (Seu Genico) político de destaque na cidade e de sua esposa Erotides Arzua (dona Tide) que ensinou a Rachel as primeiras noções de música e da técnica pianística. Continuou seus estudos de piano com a professora Maria José dos Santos Alves (a dona Zezita) que, em agosto de 1942, instalou em nossa cidade a academia musical de Paranaguá. Rachel concluiu o curso de piano e participou de vários recitais e concertos.

Numa ocasião, a grande pianista Madalena Tagliaferro, ouvindo Rachel tocar, elogiou sua interpretação e técnica e ofereceu a ela um curso de especialização pianística. A família de Rachel não aprovou a idéia. Na década de 1950 foi nomeada professora de música e canto orfeônico do ginásio José Bonifácio e da Escola Normal Dr. Caetano Munhoz da Rocha. Sempre dinâmica e competente organizou som seus alunos vários orfeões, festivais de música, apresentações de peças teatrais e grandes festas que aconteciam no palco do antigo Cine Teatro Santa Helena. A grande paixão de Rachel era a música. Formou o primeiro Coral de professores de Paranaguá, o coral “Diva Vidal” que viajou representando Paranaguá até no exterior.

Rachel também dirigiu o conservatório de música de Paranaguá e como professora de piano, formou várias gerações de pianistas, entre elas Gisele Rizental, hoje concertista de projeção nacional. Era amante das artes em geral, presença sempre marcante e frequente nos recitais de poesias, espetáculos de teatrais e apresentações musicais. Rachel foi uma personalidade de grande influencia na sociedade cultural parnanguara. Após sua aposentadoria no Estado, continuou a lecionar piano e teclado, participou de vários corais em Curitiba. Faleceu em 13 de junho de 2005. Pela grande contribuição dada à nossa cultura, Rachel Costa tem seu nome incluído na galeria doa grandes vultos parnanguaras.

AGENDA CULTURAL - 1ª Quinzena de Setembro

Data                        DIA

EVENTO

HORÁRIO

09

Domingo

Espetáculo “O Malefício da Mariposa”

19h
 

Espetáculo “O Malefício da Mariposa”, da premiada Trupe Ave Lola, terá única apresentação em Paranaguá

Considerado o melhor espetáculo teatral do Paraná pelo Prêmio Gralha Azul de 2012, “O Malefício da Mariposa”, do espanhol Federico García Lorca, terá uma única apresentação no Teatro Municipal Rachel Costa (Rua XV de Novembro, 87 - Centro Histórico) no dia 09 de setembro às 19h. Com entrada franca, os ingressos serão distribuídos na bilheteria do teatro.

O espetáculo já circulou em quase todos os estados do Brasil em apresentações que reúnem adultos e crianças de todas as idades. “Esta peça tem a capacidade de dialogar com um público de diferente faixa etária e por isso é um programa que pode ser desfrutado por toda a família. As crianças se encantam com o universo lúdico dos bonecos, enquanto que os adultos absorvem a sutileza e a densidade da poesia do espanhol García Lorca”, explica Ana Rosa Tezza, diretora do espetáculo.

Sinopse da obra

O Malefício da Mariposa, do espanhol Federico García Lorca, mescla atores de carne e osso e bonecos revelando uma forma teatral transposta e poética que  dialogam intrinsecamente com o texto. A aventura se passa em um jardim no qual os personagens são insetos que falam de amor e da paixão pela poesia. A música cria um espaço sonoro onde a magia e trágico destino de Curianito (personagem central da obra) se revelam suavemente, transportando o público para um lugar onírico e cheio de surpresas.

 

Notícias

Contato

Endereço Rua XV de Novembro, 87 Centro Histórico – 83203-010
Paranaguá | Paraná | Brasil

Contato:

Telefones: (41) 3425-1078 (41) 3425-1429

E-mail: teatrorachelcosta@gmail.com



Prefeitura Municipal de Paranaguá
Rua Júlia da Costa 322 - Centro Histórico
CEP: 83203-060 - Paranaguá - PR
CNPJ: 76.017.458/0001-15

© 2018 - Departamento de Tecnologia da Informação