‘Corta cerol’ e protetor de pescoço para motoristas são entregues em blitz educativas

Maio Amarelo tem ação em semáforos numa parceria firmada entre Prefeitura com a Guarda Municipal, Polícia Rodoviária Federal e Sest/Senat

Representantes da Guarda Civil Municipal da Prefeitura, da Polícia Rodoviária Federal e do Sest/Senat participaram da blitz educativa realizada hoje (17), na esquina das ruas Júlia da Costa e Desembargador Hugo Simas.

O objetivo era reforçar o Maio Amarelo com orientações para motoristas e motociclistas.

Também foi feita a entrega de um acessório que pode ser usado por motociclistas que protege do cerol. E os motoristas ganharam um protetor de pescoço para usar no cinto de segurança.

Além da entrega dos acessórios, a equipe de trabalho orientou muitas pessoas sobre o uso de cinto de segurança para quem está no banco traseiro e sobre outros cuidados necessários para que haja um trânsito seguro.

O Comandante da Guarda Civil Municipal, GCM Leônidas Martins, lembrou que o Maio Amarelo acontece como uma campanha que reforça o que é feito durante todo o ano em bairros e nas escolas. “Sempre é importante lembrar que o maior cuida do menor. Necessário ter sempre muito cuidado e atenção e assim conseguimos salvar vidas”, declarou.

O policial rodoviário federal, Lucas Ciola, fez outro alerta ao ressaltar a importância da sinalização em caso de acidentes. “O trabalho de conscientização visa mais segurança e menos acidentes, mas caso ocorra, é necessário que os envolvidos estejam atentos com a sinalização para que um novo acidente não ocorra”, explicou o representante da PRF.

“Maio Amarelo é um esforço coletivo para reforçar o que a gente precisa cumprir sempre e por isso que no Sest/Senat focamos na aprendizagem no trânsito”, concluiu a técnica de promoção social do Sest/Senat, Tamires Gonçalves.

E uma das ações que todos precisam cumprir é evitar o uso do celular quando está dirigindo. De acordo com a secretária de Gabinete Institucional, Christiane Yared, o uso do celular se tornou o maior causador de acidentes no Brasil. “Estamos sempre no trânsito e cada um é responsável pela mudança de comportamento. Trabalhei para que o uso do celular se tornasse infração gravíssima porque o uso dele no trânsito está causando acidentes numa escala crescente. Temos que ensinar nossos filhos também a olhar para os dois lados quando vai atravessar a rua, ensinar os ciclistas a evitar ficar no ponto cego de carros, porque é isso que causa acidentes”, reforçou a secretária.

Todo o trabalho foi acompanhado pela Superintendente de Trânsito da Secretaria Municipal de Segurança, Renata Lopes.

> Encontre-nos no Facebook